Cold Black

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cold Black

Mensagem por Cah em Qui Jan 28, 2010 12:15 am

Sinopse: Um lugar. Frio. Escuro. Duas pessoas, um mistério envolvente. Eu, eles, aquela noite. Naquela noite...minha curiosidade me fez viajar. Que bom... Que bom?

Part 1: Descrições
Como de costume era uma noite extremamente escura.
Não havia luzes nas ruas nem carros.
Não havia animais, barulho.
Não havia lugares abertos.
Na verdade, não havia nada.
Mais, tinha uma garota lá!
E o asfalto gelado.
Tinha um garoto também, e o clima terroristico que as cores do local causavam.
Silêncio.
Que lugar diferente.
Mais tinha uma garota!
Ela era clara, cabelos pretos bem repicados, usava um blusão, calça jeans e botas de plástico.
Tinha um mp3 em mãos, um caderno e uma caneta.
Não tinha mais que 15 anos.
Mas era tão de noite, e ela tão despreocupada...
que incrível.
Que curiosidade.
Ah!
Não era tão preocupante...
mas, outra coisa pegou toda a minha atenção de volta.
Afinal
Tinha um garoto também né?
Olhando pra ele...
as coisas ficavam mais frias do que estavam.


Última edição por Cah em Qui Jan 28, 2010 12:21 am, editado 1 vez(es)
avatar
Cah
Nivel II
Nivel II

Feminino
Número de Mensagens : 521
Idade : 21
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cold Black

Mensagem por Cah em Qui Jan 28, 2010 12:36 am

Obriigadinha laranja! auehauheuheaueeh
Kawaiii *-*
Isso aí! Tem que ter mistério! Mtu mistério mwaaahahahahahaha eu vo fazer o possível para que tudo o que vcs pensem esteja errado e dar aquele susto no final! MWAAHAHAHAHA parey lol.

_________________________________________

Part 2: Confusão total
O garoto me chamou tanto a atenção que acabei esquecendo da garota.
(Nota: Como eu gosto de mistérios, vou deixar que você se pergunte se ela é ou não é um fator importante)
Na mão da garota, como eu tinha dito, havia um caderno.
Estava escrito assim, numa etiqueta: Para Chen.
Me veio pensamentos de todos os gêneros:
Malucos
Estranhos
Simples
Aterrorizantes
Porque?
Porque aquilo me robou tanta atenção?
Eu nunca reparei dessa forma nas pessoas.
Aliás...
porque todos esses pensamentos?
Ela apenas precisava entregar o caderno para um menino com o nome de Chen...
é que, nessa hora, lembrei do garoto que me dava frio.
O porque é pelo fato de estarem parados e longe um do outro, se contemplando.
Se não fosse ele, então, logo qualquer pessoa pensaria que eles são rivais.
Pelo menos...
dá uma impressão bem parecida.
Mais se for pra ele, porque não ser rápida e ir entregar logo?
Era realmente...
necessário tudo aquilo então
Porque nem uma das hipóteses dão uma idéia realmente significante.
Mas eu sabia que dentre tudo o que se passou na minha cabeça...
um movimento diferente...
mudava os rumos daquela conversa silenciosa.
Porque?
avatar
Cah
Nivel II
Nivel II

Feminino
Número de Mensagens : 521
Idade : 21
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cold Black

Mensagem por Cah em Qui Jan 28, 2010 4:05 pm

Delphine, obriigada *-*
Tempestade \o\ Vlw *-*
Me sinto feliz ^^
___________________________
Part 3: Agora é diferente!
Que sensação estranha
Porque esse desconforto?
Porque tantos "Porque" ?
É apenas uma noite
Eu vou pra casa agora!
Porque?
Porque eu to sentindo isso?
Eu quero chorar!
É terrível correr na escuridão, você nunca sabe pra que lado ir.
Espere...
Não, isso não é necessário.
O engraçado é que por mais que eu me mexa...
sinta ou olhe...
eles simplesmente não percebem.
Eu vou pra casa.
A noite escurece cada vez mais.
Infelizmente terei que passar por eles.
Começando a andar na escuridão, os pensamentos revirando e virando na minha mente e aquela pequena palavra permanecia como se tivessem carimbado mil vezes em mim:
"Porque?"
Passando pelo frio e pelo mistério...
em plena escuridão, é realmente melancólico.
Senti quatro olhos me perseguindo...
frios e misteriosos.
Até isso eles faziam juntos.
Chegar em casa foi bom
É bom acender as luzes e enxergar tudo.
Mas eu sabia que aquilo permaneceria:
"Porque?"
Eu fui relaxar então
Tentei.
Esqueci de pegar o refri que estava na sacola.
Ué...que que esse papel está fazendo aqui?
E...cadê o refri?
Realmente, eu fiquei tão vidrada a ponto de não perceber nada a minha volta...
vejamos...
vamos ler o papel então...
"Transe, momento de transe."
Dizia assim em um dos lados
Ao virar...
tinha mais algo escrito:
"De qualquer modo, desculpe por não ter dito olá naquele lugar frio e escuro, muitas coisas foram estranhas, afinal, você teve diversos sentimentos em apenas uma noite, amanhã, no mesmo horário, venha para o mesmo lugar."
Como eles poderiam ter percebido tudo?
Sim.
Agora eu já tinha certeza.
Tudo fugia do perfeito estado em que eu sempre vivi.
Mais tinha algo muito estranho.
Realmente...
estranho até demais
Afinal, eu não me lembrava de como eu tinha ido parar lá
Eu só lembro de ter ido comprar o refri, mais e depois? eu sequer lembro de ter andado...
Isso é típico de uma história terrorística.
Mas das poucas cosas que eu sei, é um mistério maior.
Porque?
Eu sei que eu acabo de ir pra uma aventura.
Será uma aventura...
será?


Última edição por Cah em Qui Jan 28, 2010 10:28 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Cah
Nivel II
Nivel II

Feminino
Número de Mensagens : 521
Idade : 21
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cold Black

Mensagem por Cah em Qui Jan 28, 2010 10:20 pm

Part 4: O frio pode ser quente.
Acordei, fiz o que qualquer pessoa faria.
Tic tac e eram uma da tarde.
Tic tac tac tic e eram seis e vinte.
tic tac de novo e eram nove de dezoito.
Finalmente acabaria minha ansiedade.
Deu o horário.
Saí disparada, ninguém me prenderia...
eu tinha que saber!
Eu lembrei de que nada eu lembrava...
então repeti tudo o que eu tinha feito ontem a noite.
Deu certo.
Lá estavam eles.
Fui até o frio e o mistério.
Romanticamente, o frio passou a mão nos meus cabelos e eu me senti bem.
O frio era quente.
Amigavelmente, o mistério olhou em meus olhos e eu me senti segura.
O que eu poderia pensar?
Até isso foi interrompido por uma voz linda.
O frio falava tão docilmente quanto soprava.
-Sabe, ontem você deve ter estranhado tantas coisas...
vou te dizer algumas coisas simples.
Eu e essa garota, parecemos estranhos, a gente sabe...
mas, somos iguais a todas as pessoas que você vê passar nesse mar de terra que chamamos de mundo
Somente...
vivemos de uma forma melancólica.
Olhe para o alto agora.
Olhe para as estrelas.
Elas sabem de tudo o que você precisa.
Elas te conhecem bem.
A voz se calou.
O frio e o mistério tinham ido embora.
E eu senti apenas o escuro me olhando, se eu corresse pra ele, o que eu veria?
Porque?
Mas eu sei, não é só isso.
As coisas então, seriam simples demais.
Seriam?
(Nota: Eu fiz algo mais romantico dessa vez, e, pouco a pouco, o clima mudará completamente, a medida que os mistérios da noite fria e escura forem revelados.)


Última edição por Cah em Qui Jan 28, 2010 10:30 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Cah
Nivel II
Nivel II

Feminino
Número de Mensagens : 521
Idade : 21
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cold Black

Mensagem por Cah em Seg Fev 15, 2010 7:38 pm

Vlw gente
Espero que continuem gostando! I love you
_____________________________________________________________________

Part 5: Decisão

Até onde eu sabia, minha vida era tão normal que bastou uma noite para que ela mudasse.
Naquele ponto, eu já sabia que havia duas pessoas diferentes e iguais a tudo. Havia também um caderno, as estrelas, o escuro, o frio e o mistério que envolvia tudo isso.
Mas eu queria descobrir o que tinha acontecido antes de eu ter ido parar naqueles lugar, que foi logo depois que eu comprei refri. Eu realmente queria saber o que tinha acontecido naquele espaço de tempo.
Eles sumiram tão derrepente e eu estou confusa demais para poder conseguir alguma resposta.
Há também uma decisão:
1 - Seguir o caminho mais fácil e esquecer.
2 - Embarcar em uma história que nem é minha.
O que é bem intrigante, é que as pessoas, por mais medo que tenham, tem uma curiosidade incrível de saber qual será o fim.
Correrei no escuro, quero ver o que ele mostra.
avatar
Cah
Nivel II
Nivel II

Feminino
Número de Mensagens : 521
Idade : 21
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cold Black

Mensagem por Cah em Ter Fev 16, 2010 5:43 pm

uaheauheuheauheauheauheuah
Não seeei =xxxx
Quem sabe eles roubaram o DN \o\
______________________________

Part 6: O começo da caverna escura

Passaram três dias depois daquela noite.
Aquela noite.
Dentro de mim eu ouvia sons diferentes.
O que...é...?
Porque está tudo escuro agora?
Eu...não sinto o ar...
por...
Dentro do meu corpo não existia mais nada. Eu não estava nele.
Desconhecido.
O que aconteceu?
Eu estou vivendo...eu sei...
Eu já senti isso.
Onde?
Eu preciso alcançar...
No que se segurar dentro do escuro?
Aquela noite...
É claro, eu já deveria ter notado.
Isso foi o que aconteceu antes de eu ter ido parar lá.
É ruim...vazio.
Porque? É tudo escuro.
Eu permanecerei quanto tempo aqui?
Porque eu me lembro disso agora?
Aonde isso vai me levar?
Eu não sei como eu fiz isso.
Porque eu?
De repente, uma frase paira na minha mente:
"Olhe para o alto agora"
Eu não tinha pensado nisso.
Eu levantei a cabeça. O meu braço se estendeu.
Senti o ar mais puro finalmente.
Eu podia sentir meu corpo.
Eu tentei me erguer...
não...não dava!
Levantei a cabeça de novo...
Frio & Mistério.
Eles tinham aquele olhar penetrante daquela noite, só que, voltados para mim.
Eles não olhavam bravamente. Nem desafiante.
Era algo calmo, parecia cheio de lágrimas, mas nenhuma escorria.
Dói no meu coração.
Preciso resistir.
Apoiei minhas mãos no chão.
Eu...eu precisava levantar.
Eu me esforcei.
Eles viam isso.
Continuavam a me olhar.
Aquilo se tornou revoltante.
Joguei meus braços para baixo, olhei para cima.
Eu chorei.
Mas eu aguentei.
Eu cai.
Mas eu levantei.
Aquele olhar...
era chocante.
Eu sentia que eu poderia desmaiar a qualquer hora de novo.
Então, eu penetrei meu olhar no olhar deles.
Era um triângulo poderoso.
Os dois andaram e chegaram até mim.
- Qual o seu nome? Nunca te perguntamos isso.
- Aya Taskabana. E o de vocês?
- O da garota é Aiko e o meu é Chen.
Eu parei. Realmente...
o nome dele é Chen.
- Você é...indiferente.
Você segue essa loucura sem sequer se importar. Você é corajosa, Aya? Ou é apenas tosca?
Porque, se você é corajosa, então realmente a gente deixará você seguir pra ver o que tem nesse escuro.
Mas, se você é tosca, se você seguir, no fim, você vai acabar como um nada.
Você é corajosa ou tosca?
- Não posso eu mesma dizer que sou corajosa, porque, eu não sei dos meus limites.
Então, quero ser tosca e seguir sem saber de nada, antes isso, do que desistir na "entrada da caverna".
Eu não aceito!
- Pensando assim, você mais parece corajosa, muito sábio o seu pensamento.
Somente, se você quer seguir, tudo bem.
Só que...
não desista.
Desistir é o pior fracasso de todos os seres.
- Não desistirei!
avatar
Cah
Nivel II
Nivel II

Feminino
Número de Mensagens : 521
Idade : 21
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cold Black

Mensagem por Cah em Ter Fev 16, 2010 11:00 pm

Part 7 - Despertando o interior.

Acordei, a manhã estava realmente fria.
Mas eu gosto.
Sentir os ventos dançando por fora dos vidros das janelas, é agradável.
Eu podia ser cada vez mais fria ou obscura, aquilo ia me transformando.
À medida que eu ia entrando na "caverna" eu podia dizer que eu estava em outro lugar.
Àquelas pessoas, tão diferentes de todas. Parecem que são criados apenas pelo escuro.
Eles parecem lutar sempre em cada olhar ou em cada palavra.
Contra os próprios pensamentos aterrorizantes que aquele tipo de vida os causou.
Eu sei que qualquer pessoa diria que isso é ruim. Mas eu não acho. Porque...Pelo menos eles estão fazendo e seguindo o que eles acreditam, e ninguém pode tirar isso deles.
Mas enquanto aos outros? Eles deixam qualquer um tirar deles próprios os seus sonhos. E então, porque eles dizem lutar? Não importa o que pensem sobre o que eu penso.
Não importa se eu estou perdida por enquanto, importa o que eu tenho dentro de mim agora. Importa o que eu posso responder.
Todos os meus sentimentos e pensamentos foram interrompidos por um barulho diferente.
Eu olhei pela janela, havia uma reviravolta ali! Eu queria entender porque as pessoas corriam todas as horas para um lado e para o outro.
Vesti um casaco e saí. Eu não podia negar, eu estava com medo do que podia acontecer. Mas quer saber, e daí? Se eu não fizer isso agora, eu vou me odiar depois.
Eu podia sentir lâminas cortando a minha pele. Não tinha lâminas ali. O que era aquilo afinal?
Me bateu algo muito forte por dentro, dentro do meu peito, eu podia sentir um calor diferente. Ele me fez abrir os braços. Eu senti como se eu pudesse abrir asas.
Eu não sabia o que era. Eu só sabia que eu queria fazer isso. Apesar de ter tido muitas luzes ali, não preciso falar sobre elas. Lutei dentro delas, mas estava tudo escuro. Alguém se habilita a imaginar isso? Eu podia sentir medo, coragem, frio, calor, dor, amor. Era algo ardente dentro de mim que nem a pior coisa de todas as coisas poderia tirar.
Eu ouvi uma melodia dentro de mim. E daí que tudo desabava? Eu sei, eu posso acabar com isso. Eu sei! É nisso que eu acredito! E daí que meu sangue parece congelar? Eu sei que isso não importa, é mínimo.
Foi acreditando nisso que toda a confusão acabou. Eu...eu sabia que depois disso...eu...
Bom, eu não enxergava mais nada...Eu lembrava, mas era tão forte tudo aquilo...O que...
-Ei garota, acorda aí.
-Que aconteceu?
-Você é maluca né? Como você faz aquele tipo de coisa?
-Ah...Você viu?
-Vi, bom, pelo menos funcionou. Anda, levanta logo. Não precisa se fazer de fraca quando sabe que não é.
-Droga...Não precisa ser tão grosso.
-He, dane-se. Você vai pra casa agora. Outra hora...Bom, não se preocupe. Descansa.
-Obviamente.
E lá fui eu. Olhei pras minhas mãos, eu estava toda machucada. Ardia. Legal! Mais uma resposta a achar.
avatar
Cah
Nivel II
Nivel II

Feminino
Número de Mensagens : 521
Idade : 21
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cold Black

Mensagem por Cah em Sex Abr 16, 2010 12:01 am

Arigatou, gente \o eu sumi né? Sumi com a fic junto, desculpem T.T mas aí vem mais \o\
se preparem muaaahahaha. Parey xD

--------------------------------------------------------------------

Part 8 - Checkmate

Eu não sei porque, mas eu queria rir.
As pessoas deveriam chorar e ficar assustadas, mas eu queria rir.
É como se aquilo tudo que tinha acontecido tivesse feito de mim um gelo que talvez poderia se derreter
Eu me sentia inquebrável.
Poético, isso tudo é tão poético.
Eu realmente não sabia que eu poderia ser tão melancólica.
Certo, nos dias anteriores eu estava bem confusa, mas parece que, sempre quando pessoas querem se salvar
acabam reunindo forças para aquilo, aquilo, somente AQUILO.
E quando aquilo passa, elas geralmente se esquecem do que foram capazes.
Eu devo dizer que elas são fracas destruindo aquilo que as fez seguirem?
Elas fazem isso.
Se esquecem e seguem.
Isso é o que podemos chamar de ~rotina~
Eu deveria ficar mais confusa e me esconder, não é?
Eu quero rir, eu saí dessa viva comigo mesma.
Eu não posso me rotular de forte, eu estaria subindo demais.
Eu to com muita vontade de ver tudo o que pode vir
Mas manterei a minha mente extremamente calma, não quero me confundir, mudar todas as respostas para todas as perguntas que serão mudadas, mudar as respostas para as perguntas mudadas com muita precipitação...
me faria errar tudo.
Já estou pensando, né?
Minha cabeça é como um jogo de xadrez.
Estratégica.
Mas eu preciso de muitos desses jogos para dar um "checkmate" perfeito.
Para isso, é necessário saber que você vai ganhar desde o começo, ultrapassar a mente do adversário.
Te peguei.
Checkmate.
Afinal, você vai pensar sobre isso.
Realmente...muito poético.
________________________________________________________________

Devido as novas regras das fics e seus comentarios, separei todo e qualquer post que não seja da autora... Tais posts foram enviados pra o seguinte tópico: Link
Qaulquer novo comentário deverá ser postado lá.
~xbacurix~
avatar
Cah
Nivel II
Nivel II

Feminino
Número de Mensagens : 521
Idade : 21
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cold Black

Mensagem por Cah em Dom Abr 18, 2010 2:15 am

Part 9 - Cold Black ~His eyes are my stars~

" Daisuke, não, não, Daisuke...não.
*Aya, você não pode acreditar que ele foi embora e seguir do mesmo jeito?*
Daisukeee...acorda, por favor, Daisuke, por favor, Daisuke...por favor.
*Aya, você precisa demais dele, mas ele foi tirado de você, dói não dói? encare agora que você não pode fazer nada, se levante.*"
Desde aquele dia, naquele frio, onde tudo era escuro, Daisuke e eu nos deitamos na neve macia que pertencia ao frio de Dezembro.
Para mim, Daisuke era como algo que palavras inventadas não definiriam, mas pessoas odiariam o Daisuke, mas eu não.
As pessoas o odiariam por não terem capacidade de terem uma conversa com ele, ou saía briga ou elas falariam que ele não deveria ser do jeito que ele era, e aí ele dizia algumas coisas que as pessoas não aguentariam ouvir, se confundiriam se fossem bater de frente, não conseguiam se defender.
Daisuke era um salvador de almas perdidas fazendo isso, porque ele fazia as pessoas entenderem aonde é que estava errado, mas ao invés de elas saberem aproveitar isso, elas caíam como pássaros atingidos por fuzil.
Pessoas que só vivem para serem felizes são assim mesmo.
Estávamos lá, eu e o Daisuke, e do nada, ele apagou e não voltou mais.
Te amo até hoje, Daisuke.
Acho que
se eu contasse essa história para alguém as pessoas perguntariam "Do que ele morreu?" "Porque?" "Você ainda fica triste né?" "Como foi depois?"
Elas só se importam em saber?
Porque elas querem saber isso? Pra dizer pros outros depois?
Faça-me o favor.
Daisuke não só foi a pessoa mais incrível que eu conheci, foi a pessoa que eu mais amei.
Porque a gente ama?
Filósofos falam sobre o amor ser algo que acontece sem mais nem menos, que é sofrido e que a gente, quando ama alguém de verdade, vamos nos transformar.
Pessoas práticas diriam "Química", tem ainda as melodramáticas que diriam que o amor é ilusão, que já sofreram demais por amor, cada tipo de pessoa diria uma coisa, acho que eu vou sair por aí entrevistando-as e perguntando:
"O que é o amor para você?"
Seria...
divertido.
Falem o que quiser, ninguém consegue fazer uma descrição de verdade descrevendo algo que é uma ilusão (ou seja, não existe), como podemos explicar algo sem mais nem menos, se ela surgiu do nada?
E o melhor, que que é química?
Geralmente...
passa pela nossa cabeça que é quando dois seres se atraem por causa da química entre eles, mas vocês sabem, atração é só atração, atração não é algo arrebatador...atração é só química.
Bom
O que que é amor?
Eu posso estar muito errada...
mas se, na minha opinião, descrições erradas fizeram tanto sucesso, porque eu não posso mostrar algo diferente?
Você pode passar a sua vida inteira com alguém e amar outra pessoa.
Porque paixão e amor é como água e óleo, confundível, mas diferentes
Eu acho que amor é um tipo de coisa que completa
Para mim, completa o céu de estrelas.
Completa o silêncio.
Amor completa a falta que o Daisuke me faz quando eu olho para o céu de estrelas e ouço o silêncio que ele deixou.
Seus olhos são as minhas estrelas, Daisuke. Completa, porque, logo, o amor faz parte disso.
Eu ainda lembro do que o Daisuke me disse...
e poderia ser a última coisa que eu lembrasse
"Aya, olha para cima, o escuro, o céu escuro tem pequenos pontos brilhantes, que os completa." Aya, gosto do jeito como você olha, é como se isso fosse tudo. As pessoas dizem sobre um olhar valer mais que palavras porque elas já tiveram certeza de algo só por ver esse brilho. Algo que não existe nas palavras. Quando você me olha, eu de alguma forma, me sinto completo. Aya, eu sou o céu, e você,
as estrelas que o completam, Aya, seus olhos são as minhas estrelas."
avatar
Cah
Nivel II
Nivel II

Feminino
Número de Mensagens : 521
Idade : 21
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cold Black

Mensagem por Cah em Qui Jun 03, 2010 5:14 am

Part 10 - My sentimental part.

Daisuke, eu te amo. *Lágrimas caem*
Eu queria ser melhor que isso. Mas meu desejo de te ter novamente é tão sofrido. É sincero.
Daisukee!
Eu sigo acreditando em você, chorando noite e dia, e me desculpe ser assim.
Eu sou o fogo. Você é a vela. Cada um tem sua utilidade mas um é o outro.
Se na noite eu não tiver medo, é graças à você que me fez sentir as estrelas como algo
que brilhava apenas para nós. E naquela noite era só nós.
Mesmo depois de tanto tempo, não é fácil sem você.
-Aya, qual o problema? Ta chovendo, garota.
-Chen...
-Aya, seus olhos molhados me fazem sentir...
-Chen... - Quando notei ele havia colocado uma das mãos no meu rosto, mãos geladas. Eu
sentia como se o perigo fosse algo inofensivo, e essa sensação é bem estranha. É como se
eu devesse viver dele. Frio... -Chen, por favor...- E então Chen fez algo inesperado.
Seus braços eram mais quentes e eu podia sentir, juro que podia sentir... E mesmo que ele
não me beijasse, meus lábios tensos, foram relaxando. Chen então me soltou, no silêncio,
fez das nossas mãos um laço, caminhamos até a praia e sim, era estranho, não era uma linda
noite de verão. Ele então acendeu duas velas, e uma parecia que ia sempre se apagar.
Não era pra menos, estava frio. Ficamos ali, olhando para a luz e eu não entendia mais
nada e simplesmente não importa. Houve uma hora em que, enquanto o fogo de uma das velas
ia vacilando, o outro também.
-Aya, não entendo, eu sei quando você precisa de algo se você vacila, eu vacilo Aya.
Eu olhei para o céu, afundei as mãos na areia e algo me cortou. O sangue escorria e eu não
me importava, eu tava paralisada, eu não podia dizer pra mim que eu não gostava.
E então, aquele som de violino começou a tocar dentro do meu coração.
-Aya, sua maluca! Olha a sua mão. Vem comigo pelo menos passar uma água nisso.
Chen me levou até a beirada do mar e eu tive certeza que no dia seguinte eu acordaria com
febre, e valeria a pena.
-Me dê sua mão.
Eu não entendia, eu poderia lavar sozinha, mas eu tava nas estrelas naquele momento.
-Chen...
-Aya...
O toque da mão dele, e isso vai parecer romance adolescente, mas era mais do que especial.
-Chen, eu queria te dizer algo...
-Diz, pequena hime.
Ele não olhou pra mim, ele deveria pensar que era um aviso normal ou algo do tipo, e
continuou à lavar a minha mão, com o rosto bem próximo dela.
-Bom, você também deve saber... é especial.
Ele olhou pra mim docilmente.
-Sim Aya, é especial.

E o mundo poderia ser apenas ele. A sensação de que estava tudo bem, era algo assustador.
Mas honestamente, eu adorava.
avatar
Cah
Nivel II
Nivel II

Feminino
Número de Mensagens : 521
Idade : 21
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cold Black

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum